segunda-feira, 27 de maio de 2013

Poesia de amor...

Não quero dormir,nem ninar.
Também não quero imitar 
para assim sonhar...

Não quero rítimo,
que tampouco imito.

Nem ao menos quero beber
para esquecer.

Tanquilidades à parte,
digo que amo-te de verdade.

                                     Milena Luf

my blogs

Follow by Email

Postagens populares

Postagens populares