Ideias à paisana...

No silêncio de toda crueldade do tempo 
é onde nasce a saudade.

Saudade que  às veses queima.
Às não teima.

Tempo de beiras e cercas
a contar as horas e minutos 
que estivemos juntos.

Ideias,como muito se espera,
ficam à paisana,
como muito se esmera.

                                            Milena Luf

Postagens mais visitadas deste blog

Já não sei mais..

Trechos...