Quando solto minha poesia...

Quando solto minha poesia,é porque a alma
está bem e sincronizada com o coração,
e não porque a vida está sem razão.

Quando declamo a poesia minha,
não é porque estou escondida,
mas estou sim sem medos e sem receios até de alentos...

Se oro ou choro,já não mais sei se minha súplica
é digina de preces ou músicas...de amores difusores...
de carinhos dignos ou escondidos...

Se a cada amanhecer, ficasse eu em teus mais loucos sonhos,
será que seria melhor compreendido meu amor?

Se diante de mim ficasse ao menos o espelho de tua face,
talvez eu entendesse melhor teu interesse ou quem sabe
ficariamos frente a frente a formar uma só corrente?

                        Milena Luf

Postagens mais visitadas deste blog

Mesmo se eu acordar...

Já não sei mais..