sábado, 6 de dezembro de 2014

De quebra...

Com meu toque de melancolia,


ouço minha mais breve poesia


que de quebra,nada encerra.

                           
                   Milena Jane Maluf