Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Minha leve alma...

Minha alma,hoje,leve está...
ao lembrar do amor e da 
arte de assim amar...
                          Milena Luf

Amores concretos...

Não sei mais nem se tenho dedos ou até nem 
sei devo continuar a contar o tempo.

O tempo certo e concreto. 
Amor de telhas e bandeiras.

Ou seria este amor de espelhos e escadas a subir por escalas?
Teria este sentimento o valor do verdadeiro amor ou seria um suspiro em tempos infinitos?

Teria alma ou teria calma?
Inteligência ou paciência?

                                          Milena Luf

Estrelas & amores

Participei de um rito na mais plena
magia de um infinito,onde fica a flor 
à espera de um condor a deliciar-se
com a linda canção e que toca com 
toda a magia de um coração.

Estrelas a guiar-me os caminhos,
apesar de todos os riscos e delírios...
De todas as cores e sabores...
de todas as cortinas,de todos os amores.

Apesar das relvas e além das trevas,
continuo sempre a buscar o meu amor a sonhar...

                         Milena Luf

Amores & sinais

Não quero chegar ao infinito 

por um amor bandido.

Nem pelos sinas que corremos

tanto atrás e nem pelas estradas 

que são longas demais ou pelos 

laços que nem sequer deixamos 

para trás. 
                             Milena Luf

Rumos...

Sei que perdi a direção,
o rumo de casa
e de cada passo que dei,
sei que não hei de arrepender-me
da encruzilhada que lá andei.

Também não sei...
posso arrepender-me e 
até lutar com este amor 
que já provou da dor 
mas permanece livre como
um condor...

Parece até magia de um enigma
a voar em céus que aterrizam no
mais flutuante solo a soltar todo 
o seu carisma.
                                           Milena Luf

Ah,minha ousadia...

Os sentimentos intensos e verdadeiros
vão muito além da"vã poesia" que se cria 
ao longo do dia.

Seja com for,hoje não escrevo no calor do dia,
mas mergulho em palavras que liberam-me 
a noite e  concluem-se ao amanecer.

Ah,minha ousadia...

Motes e barrancos

Leve e sem barreiras,
apenas com eiras...

Barrancos e barreiras,
onde estão os motes
que tocam a vida sem 
ao menos uma saída?

Questão de temperamento ou
ou devemos seguir sem regras 
regulamentos?

Como buscar a felicidade
se não nos restou nem a saudade?
Como não nos apegar-nos na idade se 
ela nos trouxe tanta ambiguidade?

Devo almejar o céu ou ficar num 
rabisco de papel?

Seria mais fácil ou isso arrancaría-me 
um pedaço?
                            Milena Luf


Temos que nos dar conta...

Complicado achar que o amor não faz  falta.
Mas o amor só faz falta quando nos damos conta que 
ele esteve,um dia,presente.
                      Milena Jane Maluf

Amor&justiça

Talvez eu tente,talvez eu invente,
talvez eu crie e quem sabe eu arrepie!

Quem saberá do dom ou mesmo do som?
Seria de uma época ou seria de uma era?

Seria um vento amigo ou 
um vendaval bandido?

Seria um mero toque de cor 
ou seria amor?

Seria intriga ou justiça?

                                                 Milena Luf

Alheio coração

As noites são escuras e
meu coração permanece sem razão.
Sem razão de voar,viver e até de crescer.
Concluo que razões não são o suficientes
para entender os caminhos
de toda uma geração que apenas pensou 
no alheio coração.
                                    Milena Luf

Imaginar,sonhar,conhecer...

Mundo trágico,mágico,lindo, fantástico?
Seria o mundo dos sonhos? 
Ou seria um mundo lido e diluído em metáforas?

Imaginar,sonhar,conhecer:
Seria esta a ordem de viver?

Ou para sermos felizes
deveríamos conhecer,viver e sonhar?

                                          Milena Luf

frase da noite

A busca da compreeção 
pode gerar dor e pânico 
ao coração.
                    Milena Luf

Riscos e petiscos

Poemas não são fortes nem olofótes

nem riscos e muito menos compromissos.
Nem terras,nem gerras.
Tão mais é um poema que queima
não fica sem eira,

mas fica a beira de uma 
estrada sem escalas...
Milena Luf