quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Escritos de Milena 1

---------Como seria o amor sem uma pitada de sabor?
Será que a vida teria ficaria sem graça como a borracha?
Teria eu sucesso a procura de um ingresso?
Ou será que já não tenho direito de querer ou poder?

********************************************




quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Cadê o sol?

Posso até no escuro me esconder,
mas o dia chega apenas para me render.
                      Milena Luf

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Luar no céu...

Meus olhos teimam a não fechar
ao admirar,lá fora,o luar...
As estrelas teimam a brilhar 
e com os sinais do céu a sonhar...
                    Milena Luf

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Será?

Não sei se amor tem datas ou valores ou teria sabores?
Tambem não sei se o amor ata ou desata.
Se o mundo conspira ou  se nos faz ponderar
com o tempo a provar que a vida tem suas fases.
E por quê não procurar as repostas no tempo?

Para que esprerar mais por um amor que 
nem sei mais...
Seria extravagância do da vida? 
Ou seria o destino a manifestar sua sina?                                                  
                                     Milena Luf

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Palavras & romances...

Sei dos romances que deixei ali deixei
pois palavras ao vento por aqui derrubei.

Se em baladas vivi algo diferente,
não foi o suficiente para deixar-me contente.

Talvez em rodas e precipícios 
vivi nosso amor bandido,
que de tanto relutar,fez-me enxergar.

Não sei se é meu futuro ou se nosso presente nulo.
Também não sei se és real ou amor banal...

                           Milena Luf

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Quando solto minha poesia...

Quando solto minha poesia,é porque a alma
está bem e sincronizada com o coração,
e não porque a vida está sem razão.

Quando declamo a poesia minha,
não é porque estou escondida,
mas estou sim sem medos e sem receios até de alentos...

Se oro ou choro,já não mais sei se minha súplica
é digina de preces ou músicas...de amores difusores...
de carinhos dignos ou escondidos...

Se a cada amanhecer, ficasse eu em teus mais loucos sonhos,
será que seria melhor compreendido meu amor?

Se diante de mim ficasse ao menos o espelho de tua face,
talvez eu entendesse melhor teu interesse ou quem sabe
ficariamos frente a frente a formar uma só corrente?

                        Milena Luf

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Universo poético/Romance & Poesias by Milena Luf: Simplesmente amor...

Universo poético/Romance & Poesias by Milena Luf: Simplesmente amor...

()Amor,se não quiser não progrida!

Apenas insista...

Seja como for e para onde for,

leve para sempre o nosso amor!    
                           Milena Luf    

Simplesmente amor...

Amor,se quiser não progrida!
Apenas insista...
Como for e para onde for,
leve nosso amor!
                      Milena Luf     

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

A alma maquiada...

Fecho os olhos para ter o mundo aos meus pés.
Fechos os olhos par livrar-me da alma maquiada.
Fecho os olhos mas fico sem entender nada.
Livres tardes,será que conseguirei abrir o olhos
mesmo que seja para avistar o deserto?
Ou será que meu caminho não é tão aberto?
Será que terei a glória em um dia de sol?
Ou meu coração permanecerá no formol?

                   Milena Luf

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Amor & saudade

Estou de pés e mãos atados.Não sei se à espera de um alcance ou se uma nova chance contigo,comigo! Sei lá...
Em busca de um amor,saí e me perdi,talvez no tempo,talvez na vida,talvez no infinito...
Talvez seja minha sina ou mesmo minha opção,por isso esta poesia.

Na vida,há momentos que somos obrigados a nos comportar como tal,como num dia ensolarado e com nada climatizado apenas em busca do amor.

Chega a ser uma saudade que roga mas não se encosta.


Se a fantasia acabar com o raiar do dia,aguarde pelas estrelas que ansiosas pela explosão dos sentimentos mais intergaláticos e merecedores de um tempo certo onde tudo é reto,aguarde por um
tempo onde tudo parece lunático e incerto...

Lunático e apaixonante,às vezes até irritante,mas que mostra-se 
sempre constante...
                                 Milena Jane Maluf

L) Vida (poesia)

L)Aprendi que tudo em vida vale a pena

e mesmo quando a alma parece 

pequena,podemos enfeitá-la ao

som som do coração,e não da

 vida perdida...
                                                        Milena Jane Maluf

my blogs

Follow by Email

Postagens populares

Postagens populares